O poder do patrocinador

Que o mundo dos esportes traz benefícios financeiros a seus patrocinadores isso não temos duvida. Mas até onde chega o poder do patrocinador em um determinado evento?
A resposta vem com essa notícia divulgada pelo site da Adnews que confirma alguns rumores que estavam rondando as notícias referentes às Olimpíadas de Londres de 2012.
Censura de produtos? Manipulação de consumo?
Isso nós não sabemos responder, porém há pessoas se aproveitando desse fato para promover as marcas concorrentes de formar mais criativas e instigantes.

“Os espectadores que forem torcer nos Jogos Olímpicos terão de tomar cuidado com o que estão vestindo, comendo e bebendo. Segundo matéria divulgada sábado, 21, pelo Daily Record, pessoas usando roupas com logos de marcas não patrocinadoras ou consumindo algum produto de uma empresa rival poderão ser barrados na entrada.

O presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Londres 2012, Sir Sebastian Coe, disse que vetará nos estádios a presença de pessoas que fizerem propaganda de marcas que não patrocinem o evento. Por exemplo, quem estiver usando uma camiseta em que o logotipo da Pepsi apareça será convidado a se retirar, visto que a Coca-Cola é patrocinadora.

Coe, que é ex-atleta, explicou que a medida visa proteger os milhões investidos pelos patrocinadores. Algumas ações preventivas poderão ser tomadas, como colocar lanches e salgadinhos em sacolas ou potes transparentes.

A matéria cita alguns casos como um outdoor gigante com o logo da Nike sendo retirado, um café local tendo de remover uma decoração feita de rosquinhas que representava os anéis olímpicos e um açougueiro que teve a mesma ideia, só que com salsichas.”

Fonte Adnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: