Menos Luíza, que está na Paraíba

Tudo começou com um comercial ruim (e de custo baixíssimo: R$ 15 mil), que em pouco tempo “virou hit” nas redes sociais (jornalista adora esse termo). Mais do que isso: o fenômeno ultrapassou os limites da internet e terminou em praticamente todos os jornais do horário nobre da TV – um prato cheio para o Jornal da Globo, que, há tempos, não termina uma edição sem falar dos “destaques do Twitter”.

No entanto, Luíza voltou não à Paraíba, mas a São Paulo, onde participou de uma edição do Jornal Hoje e outros jornais de grandes emissoras. Infelizmente, a agência responsável pela conta do empreendimento, que garantiu à Luiza seus quinze minutos de fama, não soube aproveitar a oportunidade de ouro que tinha nas mãos. O resultado? Um comercial ainda pior do que o primeiro. Uma pena.

Apesar de alguns esquentadinhos, não gostarem nem um pouco da ideia do poder de comunicação sair da mão dos grandes veículos de massa, ninguém pode negar que Luíza é um fenômeno. Não o primeiro, tampouco o último.

Confira o primeiro comercial, onde tudo começou.

E o segundo, com a Luíza na Paraíba, gastando toda a cota de vergonha alheia do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: